ComingOut leva museu às ruas

Numa iniciativa inédita, o Museu Nacional de Arte Antiga espalha até o fim do ano 31 reproduções da sua coleção nas ruas do Chiado, Bairro Alto e Príncipe Real.  

“E se o museu saísse às ruas?” A fim de dar uma resposta prática a esta questão e,ComingOut principalmente, divulgar o património artístico e histórico português, o Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA) lançou uma inédita iniciativa: a ComingOut, que até o fim do ano espalha 31 reproduções de sua coleção de obras-primas entre as ruas do Chiado, Bairro Alto e Príncipe Real, embora o MNAA mesmo fique localizado na Rua das Flores, na Lapa. As reproduções em questão, como diz no informe destinado à imprensa, são de “altíssima qualidade, em escala real e providas de molduras em madeira, tal qual são expostas nas salas de qualquer museu”. Neste caso, no entanto, trata-se de um museu a céu aberto, no qual as obras, sujeitas a roubo e outras intervenções, encontram-se em meio ao fluxo, por trás dos carros e a dividirem espaço com as pessoas – como se a antiga tela ganhasse nova vida como arte urbana.

Coming_Out_e_se_o_Museu_saisse_a_RuaO fato é que nos tempos que correm, seja pela falta de público ou de recursos, muitos museus encontram-se “pendurados” e, por isso, a busca por novas alternativas torna-se fundamental para que os mesmos continuem atrativos e relevantes – para não viverem apenas de passado, como sugere o ditado popular. Neste contexto de dessacralização obrigatória, as lojinhas, os cafés, os arrendamentos, as gratuidades, as visitas guiadas e as exposições interativas também já deixaram de ser novidade. Se não houver uma “Mona Lisa” na parede, o melhor é se mexer, se reinventar e, se for o caso, ir às ruas em busca de contato, como fez o MNAA através desta iniciativa.

Por fim, diante do “Grupo Familiar” pintado pelo holandês Pieter de Grebber em 1630 – reprodução fixada numa parede da Rua Pátio dos Tijolos, no Príncipe Real (ao lado do restaurante 100 Montaditos) -, ficou claro que a tela chamava a atenção. Uns estranhavam sem desviar o caminho, outros aproximavam-se para ver aos detalhes e muitos outros questionavam a presença da moldura, mas, de certa forma, todos interagiam. Ou seja, mesmo que nenhum deles se interesse em ver as telas originais numa visita ao museu, a ação já se mostrou mais que válida e comprovou que, se saíssem às ruas, os museus – ao menos – estariam em atividade. Que a moda pegue!

Confira o mapa com a localização das obras espalhadas pela ComingOut.

http://www.museudearteantiga.pt/exposicoes/comingout

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s