Combone exibe individual em Lisboa

Em “Sob a canção Sob o amor”, o artista brasileiro recorre ao carnaval e, entre musas e passistas, exalta toda singularidade e delicadeza de sua obra. Ô abre alas!
Combone Wesley durante a produção

Após a breve passagem no último ano, quando participou de coletivas no Porto e em Lisboa durante sua primeira viagem internacional, o artista brasileiro Combone Wesley regressa à capital portuguesa com um verdadeiro carnaval no espaço sem fronteiras da Wozen (Rua das Janelas Verdes, 128-B). Trata-se da individual “Sob a canção Sob o amor”, na qual o artista, numa espécie de representação da aclamada festa do adeus à carne (carnis levale), faz da galeria uma “avenida” para apresentar suas exuberantes passistas – as musas que evidenciam toda a singularidade e a delicadeza de seu trabalho. Com direito a alegoria de chuva de confetes e serpentinas, intervenção em instrumentos, pintura ao vivo e até clássicos sambas na voz de Clara Nunes, a “folia” em questão estende-se até o final de Novembro. É carnaval na Wozen… vale a visita!  

Exposição “Sob a canção Sob o amor”, de Combone Wesley (Crédito: Wozen/Divulgação)

“A minha passagem no último ano, mesmo sendo rápida, representou um grande passo. Eu penso muito assim: sempre um passo de cada vez. E agora é um novo passo, um outro importante passo em minha trajetória: produzir a primeira individual fora do país (Brasil)”, declarou Combone, ao ressaltar que, diferente de suas últimas individuais, mais ligadas aos elementos regionais e folclóricos, a exposição na Wozen mostra-se centrada na principal festa popular dos brasileiros – o carnaval. “Nada é mais brasileiro do que o Carnaval”, completou o artista entre a timidez e a euforia. E é justamente este carnaval, mais fiel à essência do que ao espetáculo televisivo, que Combone leva à galeria; o da mistura das cores, o da identidade cultural e, acima de tudo, o da alegria libertadora.

Marcada pelo traço inconfundível, pelo estilo genuíno e, sobretudo, pelo protagonismo da figura feminina – sempre com personagens criadas a partir de uma curiosa combinação entre a influência dos desenhos orientais e os elementos do folclore, da botânica e da cultura popular brasileira -, a obra de Combone mostra-se instintiva e autodidata, algo intrínseco a sua sensibilidade, mesmo sendo difícil de acreditar que tais delicadas pinturas tenham sido amadurecidas nos muros do Rio de Janeiro. Trata-se de um jovem artista que, através de sua trajetória, simboliza todo o poder transformador contido na arte – um dos fundadores do festival “Meeting of Favela (MOF)”, tido como o maior evento voluntário de graffiti, realizado anualmente na Vila Operária, em Duque de Caxias.

Nascido no interior de Minas Gerais, mas criado na chamada Baixada Fluminense do Rio de Janeiro, o artista Wesley de Oliveira começou a desenhar ainda criança e, apesar das adversidades, conseguiu transformar sua vocação em oficio. Através do graffiti “puro e duro” nas ruas do Rio, o menino da Serra dos Aimorés firmou seu nome nos muros, definiu seu conceito estético e, por consequência, deu início a sua trajetória no mundo das artes. O fato é que a brincadeira ficou séria e hoje, com inúmeras exposições e projetos de destaque no currículo, o artista plástico, compositor digital e designer firma mais um passo em sua caminhadura: a primeira solo internacional e, o melhor, ao som de samba. É rancho, cordão, bloco, pé no chão, rua e escola, da ala das crianças à velha guarda. Bamba!

“Sob a canção Sob o amor” – Wozen
Rua das Janelas Verdes, 128-B. Lisboa
Até 20 de Novembro. Entrada: Livre
http://www.combonewesley.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s